Anatomia Da Moda No Magazine

O vestir-se e calçar tem 3 funções básicas: oferecer abrigo, conforto e proteção. Uma vez cumpridos esses requisitos, poderá correto é que tudo o que veio depois não reflete a necessidade, no entanto moda. Uma disciplina que tem dedicado tua vida o britânico Colin McDowell, primeiro como designer e, logo depois, como historiador, escritor, articulista e professor desta matéria.

Pro historiador, as roupas que nos vestem ou vestiram desde há séculos que não deixam de ser uma construção social. Um reflexo da história humana e de seus inmensuráveis componentes, que abrangem em tão alto grau as mudanças tecnológicas como os culturais. Sem esquecer o papel da maioria das religiões em ditar o que podes ou não levar.

Nem a estreita conexão da moda com o poder e, claro, com a sexualidade. Um projeto ambicioso, que McDowell demorou quase quatro anos pra ser concluído e em que foram vitais sua extensa biblioteca, seus milhares de revistas sobre moda, tua “interessante memória” e a sua longa experiência em um universo que lhe fascina.

Sua Anatomia começou a gestar-se pela cabeça. O dia em que, conversando com uma pessoa sobre isso as fontes ao cabelo feminino pela Bíblia, acabaram falando sobre isso como as mulheres, até princípios do século passado, tinham que transportar chapéu, porque o cabelo era considerado alguma coisa perigosamente sexual. Seguem-lhe o pescoço, cota vulnerável e erógena e, no universo masculino, bem como é um símbolo de poder; o rosto, os ombros, o tronco, o busto, as costas, os braços, as mãos, os pulsos e cintura.

McDowell bem como disecciona o corpo humano da cintura para nanico, “a parcela mais erótica e mais ativa” da silhueta humana e que, tradicionalmente, por razões de pudor, vem sendo o menos explícito. Uma permanente que fascina o autor: a obsessão cultural por ocultar.

Esta prática, essencialmente dirigida às mulheres, foi a tendência (e continua a ser, em diversos lugares) durante séculos. Não foi até os anos 20 do século passado, quando, muito timidamente, a gente começou a recolher a roupa. Hoje, ao oposto, afirmar é o sinal dos tempos.

  1. Três drogas (92-97)
  2. 15:01. O dia é marcado por uma pausa de 3 corredores: Ballerini, Boivin e Ytting Bak
  3. três Operações na Dinamarca e Noruega
  4. 1828: W. Nicol desenvolve a microscopia com luminosidade polarizada
  5. nessa se são capazes de pôr instrumento especial, a respeito tudo headgear
  6. 1 Catedral de Guadalajara (México)
  7. 4 – BLOGGING
  8. 9KM. ¡¡¡OUTRO ATAQUE DE NIBALI!!! ¡¡LHE SEGUE BEM CARAPAZ

O que se tem claro McDowell é que a indústria da moda está pensado para as pessoas que se tome cuidado com o corpo humano. O sexo é um fator intrínseco nesse universo, onde a fantasia tem também um papel-chave.

Para McDowell é inaceitável rejeitar o componente de evasão da moda, super bem orquestrado pelas revistas especializadas, “que fazem com que as peças pareçam muito sensuais. Nos levam a um mundo de fantasia, onde os modelos somos nós”. Em The Anatomy of Fashion, há assim como um imenso espaço dedicado ao leque de estilos que a moda tem se adaptado durante a história. Andrógino, esportivo, clássico, dandi, excêntrico, étnico, grunge, hippie, militar, festivo, religioso, romântico, urbano, cowboy… De a a Z, McDowell desgrana as diferentes tendências que, em especial pelo século passado, foram acontecido com grande velocidade.

Rolar para cima